Política

Deputado vai à Brasília discutir com Tereza prazo de financiamento agrícola

Temendo prejuízos à cadeia produtiva da mandioca, deputados estaduais querem intervenção da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina (DEM-MS), para que o Governo Federal reavalie resolução que reduziu de dois para um ano prazo de pagamento de crédito concedido aos produtores rurais. A mudança, alertam, pode atingir em cheio um dos carros-chefes da […]

Maisse Cunha Publicado em 24/04/2019, às 13h33 - Atualizado às 13h34

Redução foi determinada pelo Ministério da Fazenda (Foto: Luciana Nassar/ALMS)
Redução foi determinada pelo Ministério da Fazenda (Foto: Luciana Nassar/ALMS) - Redução foi determinada pelo Ministério da Fazenda (Foto: Luciana Nassar/ALMS)

Temendo prejuízos à cadeia produtiva da mandioca, deputados estaduais querem intervenção da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina (DEM-MS), para que o Governo Federal reavalie resolução que reduziu de dois para um ano prazo de pagamento de crédito concedido aos produtores rurais.

A mudança, alertam, pode atingir em cheio um dos carros-chefes da agricultura familiar no Estado. Cerca de 8 mil produtores foram afetados. Requerimento que pede a reversão da resolução foi apresentado e aprovado por unanimidade pela Assembleia Legislativa nesta quarta-feira (24).

Publicada em janeiro, a resolução 4.709 do Ministério da Fazenda, pegou de surpresa produtores rurais do Estado. “O ciclo da mandioca é diferente da soja. Do plantio até a colheita, são 14 meses”, alertou Renato Câmara (MDB), afirmando que recebeu negativa da superintendência do Banco do Brasil, no Estado. “Disseram que não podem fazer nada”, lamenta.

Com a aprovação do requerimento pela Casa, o emedebista Marcio Fernandes embarca amanhã (25) para Brasília, onde deve se reunir com Tereza Cristina. Ele pede que a ministra dialogue em nome dos produtores da mandioca e viabilize, junto ao Ministério da Fazenda, aumento do prazo de financiamento.

Jornal Midiamax