Política

Crédito aprovado nesta terça irá custear estudo sobre qualidade do ar e fundo de habitação

Crédito suplementar no valor de R$ 1,6 milhão aprovado pela Câmara de Vereadores em favor da prefeitura de Campo Grande irá custear, dentre outras ações do Executivo, estudos sobre qualidade do ar e regularização fundiária. Segundo informado pelo presidente da Câmara, vereador João Rocha (PSDB), após autorização dos vereadores parte do valor a ser remanejado […]

Danúbia Burema Publicado em 29/10/2019, às 13h56 - Atualizado em 19/07/2020, às 20h21

(Izaías Medeiros. CMCG)
(Izaías Medeiros. CMCG) - (Izaías Medeiros. CMCG)

Crédito suplementar no valor de R$ 1,6 milhão aprovado pela Câmara de Vereadores em favor da prefeitura de Campo Grande irá custear, dentre outras ações do Executivo, estudos sobre qualidade do ar e regularização fundiária.

Segundo informado pelo presidente da Câmara, vereador João Rocha (PSDB), após autorização dos vereadores parte do valor a ser remanejado pela administração municipal será destinado à aquisição de equipamentos para a UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) que serão usado no estudo sobre a medição da qualidade do ar na Capital.

De acordo com ele, outro ponto contemplado pelo valor fundo municipal de habitação, voltado à regularização fundiária. Não foram informados, contudo, detalhes da proposta.

Na sessão desta terça-feira (29), os vereadores aprovaram também reajuste de 4,17% a ser dividido em duas vezes ao funcionalismo municipal. Eles afirmaram acreditar que os servidores merecem um aumento maior, mas que na situação financeira do município, este índice é o possível.

Jornal Midiamax