Política

Coronel X Cabo: David e Almi disputam presidência de comissão na Assembleia

A presidência da Comissão Permanente de Segurança Pública e Defesa Social da Assembleia Legislativa virou alvo de disputa entre dois parlamentares oriundos da PMMS (Polícia Militar de Mato Grosso do Sul). De um lado, o atual presidente da Comissão, deputado Cabo Almi (PT), e de outro, Coronel David (PSL). Além deles, integram o grupo o […]

Ludyney Moura Publicado em 07/02/2019, às 11h27 - Atualizado às 12h34

(Foto: Divulgação/ALMS)
(Foto: Divulgação/ALMS) - (Foto: Divulgação/ALMS)

A presidência da Comissão Permanente de Segurança Pública e Defesa Social da Assembleia Legislativa virou alvo de disputa entre dois parlamentares oriundos da PMMS (Polícia Militar de Mato Grosso do Sul).

De um lado, o atual presidente da Comissão, deputado Cabo Almi (PT), e de outro, Coronel David (PSL). Além deles, integram o grupo o deputado Barbosinha (DEM), Capitão Contar (PSL) e Marçal Filho (PSDB).

Após Almi ter expressado o desejo de permanecer à frente da comissão, David revelou que já está articulando a presidência da comissão, e já havia, inclusive, solicitado ao petista que abrisse mão de seu intento inicial.

O deputado do PSL ressaltou sua experiência como ex-comandante da PMMS e sua proximidade com o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL).

Apesar do pedido de David, Almi revelou que já conta com o voto de Barbosinha, mas deixou em aberto a possibilidade de ceder ao pedido do colega. Já o Coronel teria, em tese, o voto garantido de Contar, deixando nas mãos de Marçal a decisão.

“Em política tudo é possível, mas eu quero ser presidente”, frisou o petista, que reconheceu que proximidade de David e Contar com a presidência da República pode contar na decisão da presidência da comissão, que deve acontecer até o fim dessa semana.

Jornal Midiamax