Política

Com santuário e turismo de MS em risco, Simone anuncia R$ 5 milhões para recuperação de rios

A situação dos rios de águas cristalinas, santuários de Mato Grosso do Sul, continuam preocupando autoridades. Com a chegada do verão e, com ele, chuvas intensas, municípios, Estado e União fazem força-tarefa para evitar que a economia de algumas localidades, como Bonito, Bodoquena e Jardim, não sofra prejuízos, com a queda no número de turistas. […]

Maisse Cunha Publicado em 04/01/2019, às 13h09 - Atualizado às 13h59

Foto publicada em página que monitora situação dos rios em Bonito, no dia 2 de janeiro (Foto: Amigos do Rio da Prata)
Foto publicada em página que monitora situação dos rios em Bonito, no dia 2 de janeiro (Foto: Amigos do Rio da Prata) - Foto publicada em página que monitora situação dos rios em Bonito, no dia 2 de janeiro (Foto: Amigos do Rio da Prata)

A situação dos rios de águas cristalinas, santuários de Mato Grosso do Sul, continuam preocupando autoridades. Com a chegada do verão e, com ele, chuvas intensas, municípios, Estado e União fazem força-tarefa para evitar que a economia de algumas localidades, como Bonito, Bodoquena e Jardim, não sofra prejuízos, com a queda no número de turistas.

As duas primeiras cidades vão receber R$ 5 milhões em recursos extraorçamentários, viabilizados pela senadora Simone Tebet (MDB) junto ao Ministério da Integração Nacional, para a recuperação e preservação de seus rios turísticos, especialmente o Rio da Prata, em Bonito, e o Bertione, que banha Bodoquena.

Com santuário e turismo de MS em risco, Simone anuncia R$ 5 milhões para recuperação de rios
(Foto: Roque de Sá/Agência Senado)

“Bonito e Bodoquena são importantes áreas turísticas e verdadeiros santuários ambientais de nosso Estado. Não podemos permitir que as águas de seus rios fiquem turvas e, pior, corram o risco de sofrer assoreamento. Então, entrei nesta luta. Unimos esforços com o governo do Estado, via AGRAER (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural), solicitamos e conseguimos a liberação junto ao Ministério da Integração de recursos extraorçamentários para recuperar nossos rios”, disse a parlamentar via assessoria.

O recurso será empregado na aquisição de maquinários para conservação de microbacias. Em Bonito, o dinheiro será usado na compra de um caminhão prancha e uma retroescavadeira para auxiliar na construção de caixas de contenção, de modo a evitar que a enxurrada corra diretamente para o rio, conforme o prefeito Odilson Soares (PSDB).

Já em Bodoquena, os maquinários vão contribuir na construção de canaletas, cruvas de nível, contenções, para evitar o assoreamento do Bertione, principal rio do município, além de ajudar nos serviços de drenagem, segundo o prefeito Kazuto Horii (DEM).

Mais recursos

A maior parte do montante viabilizado pelo Ministério, via Simone, no entanto, será destinado à infraestrutura urbana, recuperação de pontes, drenagem e pavimentação asfáltica, além da aquisição de patrulhas mecanizadas e retroescavadeiras.

Serão beneficiados os municípios de Água Clara, Bandeirantes, Bonito, Bodoquena,  Brasilândia, Coronel Sapucaia, Costa Rica, Deodápolis, Dourados, Fátima do Sul, Figueirão, Inocência, Jaraguari, Jardim, Jateí, Nova Alvorada do Sul,  Nova Andradina, Paraíso das Águas, Paranaíba, Sonora, Tacuru, Três Lagoas e Vicentina.

Jornal Midiamax