Política

Bolsonaro convida Tereza para encontro com Macri, e ministra envia representante à Showtec

A ausência da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Tereza Cristina (DEM), na abertura do Showtec 2019, no município de Maracaju, na manhã desta quarta-feira (16), foi explicado pelo secretário de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação, Fernando Camargo, que compõe a pasta. De acordo com Camargo, a ministra foi convocada pelo presidente da República, […]

Flávio Veras Publicado em 16/01/2019, às 13h05 - Atualizado em 07/07/2020, às 21h30

(Foto: Divulgação/Chico Ribeiro/Subsecom)
(Foto: Divulgação/Chico Ribeiro/Subsecom) - (Foto: Divulgação/Chico Ribeiro/Subsecom)

A ausência da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Tereza Cristina (DEM), na abertura do Showtec 2019, no município de Maracaju, na manhã desta quarta-feira (16), foi explicado pelo secretário de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação, Fernando Camargo, que compõe a pasta.

De acordo com Camargo, a ministra foi convocada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), para acompanhá-lo na recepção do presidente da Argentina, Maurício Macri, que chegou ao Brasil no começo da manhã de hoje, sendo recebido no Palácio do Planalto.

Durante discurso na abertura do evento, o secretário falou que o convite chegou ontem à ministra e, por esse motivo, ela teve que cancelar a vinda as vésperas do evento.

“Ela (Tereza) lamenta profundamente, pois tinha planejado a vindo aqui, estava em sua agenda, mas a presença do Macri inviabilizou esse encontro. No entanto, a ministra prometeu que muito em breve fará uma vista institucional ao Governo do Estado de Mato Grosso do Sul e aos membros setor agrícola”, explicou.

Durante a fala, Camargo também lamentou o fato do Brasil ter problemas de baixa produtividade em diversos setores da economia, porém, para ele, isso não ocorre no agronegócio. Ele ainda destacou que o setor tem aumentado eficiência nos últimos anos.

“O setor agrícola é um exemplo, pois a tecnologia empregada no campo é refletiva em uma alta produtividade. Temos um grande desafio, pois estudos apontam que em 10 anos será necessário aumentar a produção de alimentos mundial em 20% e, por isso, deveremos investir ainda mais em avanços tecnológicos no campo para conquistar esse mercado crescente”, finalizou Camargo.

Jornal Midiamax