Política

Antes de discutir reforma, Reinaldo Azambuja se reúne com bancada federal nesta terça

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) inicia nesta terça-feira (19) sua série de agenda em Brasília. Hoje ele se reúne com os 8 deputados federais e 3 senadores para discutir projetos para Mato Grosso do Sul. O compromisso principal, porém, ocorre na quarta-feira (20), quando o ministro da Economia, Paulo Guedes, apresenta aos governadores a agenda […]

Richelieu Pereira Publicado em 19/02/2019, às 08h04 - Atualizado às 11h58

Governadores se reúnem na quarta-feira para discutir reforma da Previdência. (Foto: Divulgação/Governo)
Governadores se reúnem na quarta-feira para discutir reforma da Previdência. (Foto: Divulgação/Governo) - Governadores se reúnem na quarta-feira para discutir reforma da Previdência. (Foto: Divulgação/Governo)
Antes de discutir reforma, Reinaldo Azambuja se reúne com bancada federal nesta terça
Governadores se reúnem na quarta-feira para discutir reforma da Previdência. (Foto: Divulgação/Governo)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) inicia nesta terça-feira (19) sua série de agenda em Brasília. Hoje ele se reúne com os 8 deputados federais e 3 senadores para discutir projetos para Mato Grosso do Sul.

O compromisso principal, porém, ocorre na quarta-feira (20), quando o ministro da Economia, Paulo Guedes, apresenta aos governadores a agenda econômica do país. O Planalto não confirmou a presença do presidente Jair Bolsonaro.

A pauta econômica tinha sido definida na última reunião entre os governadores, em dezembro, como o assunto a ser tratado em fevereiro, tendo como foco as mudanças na lei previdenciária. Os governadores devem sinalizar como encaminharão as questões às suas bancadas no Legislativo.

A aposta dos chefes dos executivos é que com a solução do déficit previdenciário, o governo federal ganhe margem para ajustar outras contas, causando impacto global na economia. A expectativa dos estados é por maior distribuição de recursos e atração de investimento privado.

A respeito dos projetos para o Estado, Reinaldo tem insistido na blindagem das fronteiras, e na ação do Governo Federal para viabilizar duas rotas bioceânicas que cortam Mato Grosso do Sul.

Jornal Midiamax