Política

Prefeito sanciona homenagem a pastor e inclui festa religiosa no calendário da Capital

Quatro projetos de lei foram sancionados nesta sexta-feira

Joaquim Padilha Publicado em 08/06/2018, às 09h53 - Atualizado às 10h46

None

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) sancionou quatro projetos de lei nesta sexta-feira (8). Dois deles tratam de datas religiosas para o calendário municipal de Campo Grande.

O primeiro projeto inclui no calendário oficial do município a festa do Divino Espírito Santo, comemorada há 24 anos na capital. A festa é originária de Coxim, onde é realizada há 123 anos.

O projeto, de autoria do vereador André Salineiro (PSDB), foi aprovado na Câmara nesta terça-feira (5). Na quinta (7), festeiros do Divino Espírito Santo foram à Casa para divulgar o evento, comemorado em junho.

Outro projeto de autoria dos vereadores Pastor Jeremias (PT do B), Junior Longo (PSB) e Papy (SD), muda o nome do “Dia Municipal do Pastor Evangélico”, comemorado no segundo domingo de junho (10), para homenagear o Pastor Dr. Eliseu Feitosa de Alencar.

Eliseu foi fundador da Igreja Assembleia de Deus de Mato Grosso do Sul, e presidiu a convenção das igrejas evangélicas da congregação no Estado. Ele faleceu em 2007, vítima de uma parada cárdio-vascular.

Outros projetos

Outro projeto sancionado pela Prefeitura institui a campanha Dezembro Verde – Não ao Abandono de Animais em Campo Grande. A campanha pretende conscientizar a população, por meio de ações todo mês de dezembro, de que o abandono de animais é crime, e pode levar à morte do animal.

Também foi instituído, por meio de projeto de lei, o Dia Municipal do Jiu-Jitsu no calendário de Campo Grande. A data deverá ser comemorada, sem campanhas da Prefeitura, no dia 1º de outubro.

Jornal Midiamax