Política

PRB avalia ‘quebrar’ aliança com PSDB se não tiver espaço para Pedro Chaves

PRB vai decidir se deixa aliança tucana

Aliny Mary Dias Publicado em 16/07/2018, às 14h04 - Atualizado às 14h05

None

PRB avalia 'quebrar' aliança com PSDB se não tiver espaço para Pedro ChavesA decisão da executiva nacional do PRB em construir aliança com o PSDB para as eleições presidenciais pode não se repetir em âmbito regional. Isso porque atualmente o partido republicano já é aliado do ninho tucano, mas essa união pode chegar ao fim se o PSDB não abrir espaço para que Pedro Chaves dispute reeleição ao Senado Federal. Com isso, já são quatro pré-candidatos ao Senado em uma aliança que contempla apenas dois candidatos.

Presidente do PRB em Mato Grosso do Sul, Wilton Acosta explica que a decisão da legenda em retirar a candidatura do empresário Flávio Rocha à Presidência da República para se aproximar do PSDB não muda em nada as negociações regionais.

“Aqui o PRB já está aliado com o PSDB, temos espaço na Defesa Civil e na Funtrab, nossa decisão será em sair ou não dessa aliança”, declarou Acosta.

A definição do partido depende exclusivamente no espaço que o PSDB dará aos republicanos na disputa ao Senado. Pedro Chaves, que neste ano se filiou ao PRB, disputará a reeleição, e, com isso, congestiona a chapa do partido tucano ao Senado.

“Estamos nas tratativas para buscar acomodação ao Pedro Chaves, essa é a nossa direção. Estamos observando todos os critérios e devemos chegar a decisão nessa semana ainda”, completa Acosta.

Com mais um pré-candidato ao Senado, a composição do PSDB teria atualmente quatro candidatos para duas vagas. Já se declararam pré-candidatos Nelson Trad Filho (PTB), Marcelo Miglioli (PSDB) e Murilo Zauith do DEM, que ainda não definiu se fechará aliança com os tucanos.

Jornal Midiamax