Política

Para Mochi, atentado contra Bolsonaro é ‘afronta ao processo democrático’

Candidato ao Governo do Estado pelo MDB, o deputado estadual Junior Mochi afirmou, nesta quinta-feira (6), que o ataque contra o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) “é uma afronta ao processo democrático”. Para o candidato, a expectativa é que o ataque a Bolsonaro seja um fato isolado. “Espero que se constitua em fato isolado de alguém […]

Aliny Mary Dias Publicado em 06/09/2018, às 18h46

Ex-deputado estadual, Junior Mochi, pode assumir presidência do MDB no Estado. (Arquivo)
Ex-deputado estadual, Junior Mochi, pode assumir presidência do MDB no Estado. (Arquivo) - Ex-deputado estadual, Junior Mochi, pode assumir presidência do MDB no Estado. (Arquivo)

Para Mochi, atentado contra Bolsonaro é 'afronta ao processo democrático'Candidato ao Governo do Estado pelo MDB, o deputado estadual Junior Mochi afirmou, nesta quinta-feira (6), que o ataque contra o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) “é uma afronta ao processo democrático”.

Para o candidato, a expectativa é que o ataque a Bolsonaro seja um fato isolado. “Espero que se constitua em fato isolado de alguém que não tem equilíbrio emocional ou com algum distúrbio mental”.

Ainda segundo Mochi, a situação é um “atentado contra a democracia e merece nosso repúdio e de todos os brasileiros que condenam a intolerância”.

Após o ataque, Bolsonaro foi socorrido e levado até a Santa Casa de Juiz de Fora. Com ferimento no intestino, o presidenciável foi submetido a cirurgia e o estado de saúde dele é considerado estável.

Jornal Midiamax