Política

Ao lado do filho, Odilon desmente fake news sobre prisão por compra de votos

O juiz Odilon (PDT) disse que foi vítima de fake news na manhã deste domingo (28) e acusa o adversário de espalhar a falsa notícia de que o seu filho, Odilon Júnior, teria sido preso comprando votos. “Isso é mentira, significa desespero do adversário”, afirmou ao Jornal Midiamax. Odilon negou que tenha orientado o filho […]

Patrícia Penzin Publicado em 28/10/2018, às 09h31 - Atualizado em 20/07/2020, às 01h04

(Foto: Minamar Júnior | Jornal Midiamax)
(Foto: Minamar Júnior | Jornal Midiamax) - (Foto: Minamar Júnior | Jornal Midiamax)

O juiz Odilon (PDT) disse que foi vítima de fake news na manhã deste domingo (28) e acusa o adversário de espalhar a falsa notícia de que o seu filho, Odilon Júnior, teria sido preso comprando votos. “Isso é mentira, significa desespero do adversário”, afirmou ao Jornal Midiamax.

Odilon negou que tenha orientado o filho a comprar votos. “Não ensinei esse procedimento para nenhum filho meu”, afirmou.

Segundo o candidato, que vem subindo nas pesquisas de intenção de voto e encostou no adversário, Reinaldo Azambuja (PSDB)

Odilon afirmou que a Polícia Federal foi acionada. “Queremos eleições limpas para MS, PF já está tomando providências cabíveis. Lamentável essa falácia”, disse.

O vereador Odilon Júnior disse que o ‘governo’ espalhou a fake news. “Isso mostra o desespero no dia da eleição. Isso não pode ser tolerado”, frisou.

Jornal Midiamax