Política

‘Melhor estar atrás e crescer do que estar à frente e cair’, diz PSOL

João Alfredo Daniezi apareceu na pesquisa do DATAmax com 0,9%

Maisse Cunha Publicado em 11/04/2018, às 19h41

None

João Alfredo Daniezi apareceu na pesquisa do DATAmax com 0,9%

Possível pré-candidato pelo PSOL, João Alfredo Daniezi, que apareceu na pesquisa do Instituto DATAmax, divulgada nesta quarta-feira (11), com 0,9% de intenção de voto, afirmou à reportagem do Jornal Midiamax que ainda ‘tem muita água para rolar’ na corrida para o governo do estado.

De acordo com Daniezi, como o PSOL é um partido ideológico “fica difícil concorrer contra os ‘grandões’ que possuem a máquina pública a seu favor”, entretanto, conforme Daniezi, a sigla só definirá se terá pré-candidato à administração estadual em meados de agosto.‘Melhor estar atrás e crescer do que estar à frente e cair’, diz PSOL

Mesmo a pesquisa tendo demonstrado pouca intenção de voto ao psolista, Daniezi defendeu que “é melhor estar atrás [nas pesquisas] e crescer [no decorrer da campanha] do que estar à frente e cair”, ponderou.

A diretoria regional do PSTU afirmou ao Midiamax que também não definiu se terá candidato nas eleições 2018. Nome já conhecido do partido, Suel Ferranti angariou 0,7% das intenções de voto no estado, conforme a pesquisa do DATAmax.

“PSTU é um partido ideológico, temos poucos recursos financeiros, mas a decisão sobre o lançamento da pré-candidatura ainda está sendo discutida com nossa base. Estamos analisando a conjuntura nacional”, afirmou a sigla, por meio de sua assessoria de imprensa.

Levantamento

Na pesquisa estimulada de intenção de voto, quando o entrevistador apresenta alternativas de candidatos ao eleitor, o ex-juiz federal Odilon de Oliveira (PDT) aparece em 1º com 25,4%, seguido de perto pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB), com 22,6% e pelo ex-governador André Puccinelli (MDB), em 3º, com 21,9%.

Como a margem de erros da pesquisa é 3,5%, os três primeiros colocados estão tecnicamente empatados, já que o percentual do pedetista pode oscilar entre 21,% a 28,9%, do tucano entre 19,1% a 26,1%, e do emedebista entre 17,9% a 24,9%.

Completam a lista da pesquisa o deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM), com 2,6%, o candidato do PT e ex-prefeito de Mundo Novo, Humberto Amaducci, com 1%, João Alfredo Daniezi (PSOL), com 0,9% e, fecha o levantamento, Suel Ferranti (PSTU), com 0.7% das intenções de voto.

Não sabe ou não responderam correspondem a 12,4%, brancos e nulos outros 2,6%, e ainda 10,3% não votariam em nenhum dos candidatos apresentados.

A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral, tanto em âmbito estadual quanto federal, sob os números MS-09178/2018 e BR-08909/2018. Como já fez em eleições anteriores, o DATAmax disponibiliza as informações da pesquisa aos partidos políticos que manifestarem interesse nos dados.

O Instituto ouviu 804 eleitores entre os dias 5 a 8 de abril e a margem de confiança da pesquisa é de 95%.

Jornal Midiamax