Justiça bloqueia bens e multa ex-presidente de Câmara em R$ 228 mil

Ação do MP-MS acusa ex-presidente de improbidade
| 16/03/2018
- 18:04
Justiça bloqueia bens e multa ex-presidente de Câmara em R$ 228 mil

Ação do MP-MS acusa ex-presidente de improbidade

A Justiça determinou o bloqueio de bens do ex-presidente da Câmara Municipal de Água Clara, Valdeir Pedro Carvalho (PSDB) e multa de R$ 228 mil, em uma ação por improbidade administrativa e enriquecimento ilícito impetrada pelo MP-MS (Ministério Público Estadual).

A ação do MP-MS teve como base um inquérito civil que investigou a suposta contratação irregular de duas empresas, E. da S. Santos e Ellen Contabilidade Ltda, por parte da Câmara Municipal de Água Clara.

Segundo o órgão ministerial, diligências feitas nos endereços das empresas constataram que as empresas não existiam ou funcionavam vendendo objetos aquém dos contratados pela Câmara.Justiça bloqueia bens e multa ex-presidente de Câmara em R$ 228 mil

A Justiça também pediu o afastamento da servidora Milena Ottoni de Souza, diretora-geral da Câmara de Água Clara, apontada como nora do atual presidente da Casa, Ronney Ottoni (PDT) o que configuraria nepotismo. A servidora já foi afastada.

Além de Valdeir, também sofreram o bloqueio Eliana da Silva Santos, Ludmilla Corrêa de Souza Mendes, Milena Lima Dias Ottoni de Souza, Elnir Jurema da Silva Moreira, e a empresa Elen Contabilidade Ltda.

Veja também

Apoio fabricado Questionado sobre o presidente Bolsonaro apoiar outro candidato ao Governo de MS, o...

Últimas notícias