Política

Paulo Guedes confirma Joaquim Levy como futuro presidente no BNDES

O ex-ministro da Fazenda e atual diretor financeiro do Banco Mundial, Joaquim Levy foi confirmado como futuro presidente do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) na tarde desta segunda-feira por Paulo Guedes, futuro ministro da Economia na equipe do presidente eleito Jair Bolsonaro. Levy passa a substituir Dyogo Oliveira no banco. Ele é formado […]

Vinícius Costa Publicado em 12/11/2018, às 14h04 - Atualizado às 16h21

None
size_810_16_9_joaquim-levy.jpg

O ex-ministro da Fazenda e atual diretor financeiro do Banco Mundial, Joaquim Levy foi confirmado como futuro presidente do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) na tarde desta segunda-feira por Paulo Guedes, futuro ministro da Economia na equipe do presidente eleito Jair Bolsonaro.

Levy passa a substituir Dyogo Oliveira no banco. Ele é formado em PhD em economia pela Universidade de Chicago e tem vasta experiência em gestão pública.

Mais cedo, a UOL reportou que o ex-ministro já se despediu de seus colegas no Banco Mundial, em Washington (EUA) e está de mudança para o Rio de Janeiro.

Joaquim Levy assume o cargo sob promessa de ampliar a interação do BNDES com os organismos multilaterais, como o próprio Banco Mundial e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Na última quinta-feira (8), Bolsonaro fez um post em sua rede social dizendo que tornaria público a movimentação do dinheiro no banco.

“Firmo o compromisso de iniciar o meu mandato determinado a abrir a caixa preta do BNDES e revelar ao povo brasileiro o que feito com seu dinheiro nos últimos anos. Acredito que este é um anseio de todos”.

Jornal Midiamax