Política

Indecisos aumentam em 50% às vésperas da eleição e resultado é imprevisível, aponta DATAmax

A penúltima pesquisa DATAmax, divulgada no último dia 17 de outubro, mostra dois dados relevantes em relação ao segundo turno das eleições 2018 em Mato Grosso do Sul: os índices de convicção de votos e migração de indecisos. Juntos, apontam a total indefinição não só sobre quem é o candidato que pode ganhar as eleições […]

Evelin Cáceres Publicado em 27/10/2018, às 11h44 - Atualizado em 28/10/2018, às 10h24

None

A penúltima pesquisa DATAmax, divulgada no último dia 17 de outubro, mostra dois dados relevantes em relação ao segundo turno das eleições 2018 em Mato Grosso do Sul: os índices de convicção de votos e migração de indecisos. Juntos, apontam a total indefinição não só sobre quem é o candidato que pode ganhar as eleições neste domingo (28) ao Governo do Estado, mas também sobre a diferença de intenção de votos entre ambos.

Contrariando a tendência histórica de diminuição de indefinição próximo ao pleito, os dados mostram que o número eleitores aumentou em até seis pontos percentuais no caso dos indecisos. Antes, os indecisos somavam 9,4%, e na pesquisa estimulada divulgada neste sábado (27) chegam a 14,9%. Segundo a pesquisa divulgada neste sábado, pelo critérios de votos válidos, que excluem bracos, nulos e indecisos,  Reinaldo Azambuja (PSDB) tem 51,8% dos votos e Juiz Odilon (PDT), 48,2%.

Indecisos aumentam em 50% às vésperas da eleição e resultado é imprevisível, aponta DATAmax

No penúltimo levantamento do DATAmax, realizado entre os dias 14 e 16 de outubro e registrado no TRE-MS sob o número MS-03656/2018, na pesquisa estimulada, os eleitores que declaram voto em cada candidato foram perguntados sobre a convicção da declaração. Os eleitores que se declararam indecisos foram perguntados também sobre o grau de incerteza e tendência de migração para a decisão do voto.

Indecisos

Indecisos aumentam em 50% às vésperas da eleição e resultado é imprevisível, aponta DATAmax

Com relação aos que se declararam indecisos, 9,4% da amostra no penúltimo levantamento, o recorte apresentava o seguinte cenário:

43% se declararam indecisos entre os dois candidatos, ou seja, poderiam votar tanto em Reinaldo Azambuja (PSDB) como Juiz Odilon (PDT), sendo que 7,2% declararam que votariam no juiz Odilon ou branco/nulo e 3,1% declararam que votariam em Reinaldo ou branco/nulo; 46,4% não souberam responder.

Convicção de voto

Indecisos aumentam em 50% às vésperas da eleição e resultado é imprevisível, aponta DATAmax

Dos 49,7% que declararam votar no em Reinaldo Azambuja, 15,4% declararam que poderiam mudar o voto, ou seja, 7,6 pontos percentuais em relação aos eleitores do candidato. Nesse caso, o percentual de eleitores que votariam em Azambuja poderia registrar o percentual mínimo de até 42,05%, e máximo de 57,3%.

Dos 44,5% dos eleitores que declararam votar no Juiz Odilon, 16% ainda poderiam mudar seu voto até a eleição, ou seja, 7,12 pontos percentuais em relação aos eleitores do candidato. Nesse caso, o percentual de eleitores que votariam no juiz Odilon poderia registrar o percentual mínimo de até 37,38%, e máximo de 51,62%.

Jornal Midiamax