Política

Governador reconduz Passos em cargo de procurador-geral da Justiça

.

Joaquim Padilha Publicado em 28/03/2018, às 10h38

None

.

Após as eleições internas do MP-MS (Ministério Público Estadual) na última sexta-feira (23), o governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), nomeou nesta quarta-feira (28) o procurador Paulo Cezar dos Passos como procurador-geral de Justiça, em publicação no Diário Oficial do Estado.

Passos, que já ocupa o cargo desde 2016, irá permanecer na função de chefe do Ministério Público durante o biênio de 2018/2020. Ele foi o único candidato a integrar a lista tríplice entregue pelos membros do MP-MS ao governador, que fica responsável pela escolha do PGJ.

Essa foi a primeira vez na história do MP-MS em que somente um candidato participou das eleições para o cargo. Nas duas últimas eleições, o procurador Gilberto Robalinho da Silva tentou ser o representante máximo do MP-MS, mas sem sucesso, tendo perdido para Passos no último pleito.

O pleito de um só candidato ocorreu mesmo com a mudança na Constituição Estadual que permitiu que promotores também participem da eleição para PGJ do Estado, além de procuradores. Apesar de ter sido aprovada, a mudança não surtiu efeitos no prazo destas eleições.Governador reconduz Passos em cargo de procurador-geral da Justiça

Eleições do MP-MS

O procurador foi eleito com 180 votos. Nas eleições do MP-MS, participaram 200 procuradores e promotores de Justiça. Dentre eles, houveram 19 abstenções e 20 votos em branco.

Passos passará quatro anos na chefia do órgão, assim como seu antecessor, o procurador Humberto Brittes. De acordo com o procurador, o resultado da eleição demonstra o reconhecimento do trabalho de toda a equipe que atua à frente do Ministério Público.

“Agora vou continuar trabalhando atendendo aos interesses primários da sociedade, possibilitando uma maior estrutura aos Membros do Ministério Público e aos nossos servidores, mas principalmente, atendendo, de maneira mais eficiente, à sociedade que é a razão da nossa existência”, disse Passos.

Jornal Midiamax