Política

Dentistas da Sesau deflagram greve por reajuste salarial de 27%

Profissionais decidiram por greve após falta de diálogo com a prefeitura

Aliny Mary Dias Publicado em 30/05/2018, às 13h41 - Atualizado às 14h47

None

Odontologistas que atuam rede municipal de saúde de Campo Grande aprovaram, nesta terça-feira (29), paralisação por aumento salarial. A greve, conforme o sindicato que representam a categoria, já é realidade nas unidades de saúde.

O Sioms (Sindicato dos Odontologistas de Mato Grosso do Sul) afirma que a prefeitura da Capital não aceitou proposta da categoria de reajustar o salário e a remuneração dos plantões em 27%.

Os dentistas também pediam melhora nas condições de trabalho, mas conforme o sindicato, não houve sequer negociação com o município. “Demonstrando desrespeito com esta importante categoria”.

A presidente do Sioms, Marta Brandão, afirmou, por meio de nota, que os odontólogos têm sofrido com falta de material e locais sem manutenção, um dossiê, inclusive, teria sido entregue para a prefeitura com os detalhes sobre as más condições.

A categoria também afirma que informação de que outros profissionais da saúde de áreas diferentes teriam conseguido proposta de 25% de reajuste causou insatisfação aos dentistas. “Soubemos que o próprio secretário de saúde foi aos médicos fazer a proposta, enquanto nós nem somos recebidos”, completou.

Jornal Midiamax