Política

Dentistas da Sesau aguardam resposta do prefeito sobre mudança salarial

Prefeito se comprometeu a responder nesta quinta

Egina Becker Publicado em 06/06/2018, às 14h40

Diretoria do Sindicato dos Odontologistas de MS em reunião (Foto: Divulgação SIOMS)
Diretoria do Sindicato dos Odontologistas de MS em reunião (Foto: Divulgação SIOMS) - Diretoria do Sindicato dos Odontologistas de MS em reunião (Foto: Divulgação SIOMS)

Nesta quinta-feira (07), o prefeito Marquinhos Trad (PSD) apresentará contraproposta à categoria dos profissionais odontologistas que atuam na rede municipal de saúde. As discussões em pauta referem-se ao ajuste salarial, regulamentação de insalubridade e outros pedidos realizados pelo Sindicato da classe. Após resposta, outra assembleia deliberativa será agendada para discussões.

Na última assembleia, realizada no dia 29 de maio, o Sindicato dos Odontologistas de Mato Grosso do Sul (Sioms) aprovaram a paralisação da categoria visando aumento salarial. O prefeito Marquinhos Trad (PSD) recebeu o grupo, juntamente com Pedro Pedrossian Neto, secretário de finanças e planejamento, Marcelo Vilela, secretário de saúde e Agenor Matiello, secretário de gestão, para conversarem sobre os requerimentos.

Na reunião, o prefeito informou não ser possível atender o pedido de reajuste de 27% pretendido pelos profissionais para cobrir as perdas salariais dos últimos anos. Como contraproposta, o Sioms solicitou a regulamentação da insalubridade, que ganhou na Justiça, e a equiparação do percentual oferecido a outras categorias de nível superior da SESAU.

Estado de Greve

A possibilidade de greve foi informada pelos trabalhadores, que alertaram o Poder Executivo sobre a ocorrência da paralisação a qualquer momento.  Segundo o Simos, o motivo da aprovação do estado de greve é a insatisfação com a gestão municipal em relação a categoria e as reivindicações. Além disso, afirmam que as demais categorias terão aumento de até R$ 1.600,00.

Jornal Midiamax