Política

DATAmax: MS não tem espaço para salvadores da pátria, diz Reinaldo

Governador defende debates entre candidatos

Ludyney Moura Publicado em 11/04/2018, às 16h20

None

Governador defende debates entre candidatos

Pré-candidato à reeleição, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) também comentou a pesquisa do Instituto DATAmax divulgada nesta quarta-feira (11) pelo Jornal Midiamax, na qual figura como 2º colocado, tecnicamente empatado com o 1º e o 3º.

“Os dados revelam um empate técnico entre os principais pré-candidatos, o que vai impor a necessidade de muito debate sobre a realidade e os desafios do nosso Estado. Não vamos superá-los com as bravatas de sempre e nem por milagre dos pretensos salvadores da pátria”, disparou o tucano.

Nas duas últimas eleições que participou Reinaldo largou atrás nas pesquisas e chegou a tecer críticas a Institutos que divulgaram resultados diferentes daqueles registrados na urnas.

“As pesquisas mostram sempre uma fotografia do momento atual. É importante que haja pesquisas independentes até para recolocar a verdade e corrigir dados manipulados que estão a serviço de outros interesses e não representam a verdade”, ressaltou o governador.

Levantamento

Na pesquisa estimulada de intenção de voto, quando o entrevistador apresenta alternativas de candidatos ao eleitor, o ex-juiz federal Odilon de Oliveira (PDT) aparece em 1º com 25,4%, seguido de perto pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB), com 22,6% e pelo ex-governador André Puccinelli (MDB), em 3º, com 21,9%. 

Como a margem de erros da pesquisa é 3,5%, os três primeiros colocados estão tecnicamente empatados, já que o percentual do pedetista pode oscilar entre 21,% a 28,9%, do tucano entre 19,1% a 26,1%, e do emedebista entre 17,9% a 24,9%.

Completam a lista da pesquisa o deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM), com 2,6%, o candidato do PT e ex-prefeito de Mundo Novo, Humberto Amaducci, com 1%, João Alfredo Daniezi (PSOL), com 0,9% e, fecha o levantamento, Suel Ferranti (PSTU), com 0.7% das intenções de voto.

Não sabe ou não responderam correspondem a 12,4%, brancos e nulos outros 2,6%, e ainda 10,3% não votariam em nenhum dos candidatos apresentados.

A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral, tanto em âmbito estadual quanto federal, sob os números MS-09178/2018 e BR-08909/2018. Como já fez em eleições anteriores, o DATAmax disponibiliza as informações da pesquisa aos partidos políticos que manifestarem interesse nos dados.

O Instituto ouviu 804 eleitores entre os dias 5 a 8 de abril e a margem de confiança da pesquisa é de 95%.

Jornal Midiamax