Política

Com extratos de urna públicos após eleição, supostas imagens do exterior viralizam

Circulam pelo WhatsApp neste domingo (07) supostos extratos de urnas de diversas seções fora do Brasil. De acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), assim que as urnas fecham o extrato é feito e se torna público. No entanto, o TSE não tem como confirmar ainda se as informações divulgadas são verdadeiras ou se os […]

Evelin Cáceres Publicado em 07/10/2018, às 09h12 - Atualizado às 12h40

None

Circulam pelo WhatsApp neste domingo (07) supostos extratos de urnas de diversas seções fora do Brasil. De acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), assim que as urnas fecham o extrato é feito e se torna público.

No entanto, o TSE não tem como confirmar ainda se as informações divulgadas são verdadeiras ou se os extratos foram modificados pelos internautas, já que os resultados só serão divulgados oficialmente de acordo com o horário de Brasília.

Estados Unidos, Japão e Portugal concentram mais da metade (51,9%) dos brasileiros aptos a votarem no exterior nas eleições deste ano. Esses eleitores podem votar apenas para presidente. No total, 500.727 eleitores estão inscritos nas 1.790 seções eleitorais fora do Brasil.

Apenas 13 países têm mais de 5 mil eleitores cadastrados e reúnem 86,5% do eleitorado inscrito no exterior.

Em 2014, 354,2 mil eleitores estavam aptos para votar fora do Brasil. Isso significa que houve um aumento de 41,4% no eleitorado do exterior na comparação de 2014 com 2018. Na época, Miami era a cidade com a maior quantidade de eleitores brasileiros aptos para votar.

Confira as imagens que circulas pelo WhatsApp:

Com extratos de urna públicos após eleição, supostas imagens do exterior viralizamCom extratos de urna públicos após eleição, supostas imagens do exterior viralizamCom extratos de urna públicos após eleição, supostas imagens do exterior viralizam

Jornal Midiamax