Política

Após reunião com ACM Neto, Mandetta e Tereza fazem mistério sobre futuro do DEM

Cortejado em Mato Grosso do Sul e em Brasília, DEM faz mistério sobre as escolhas que podem definir o futuro da sigla. Os dois deputados federais democratas de Mato Grosso do Sul, Luiz Henrique Mandetta e Tereza Cristina, tiveram um encontro com o presidente nacional do partido, ACM Neto, prefeito de Salvador (BA). Por meio […]

Ludyney Moura Publicado em 19/07/2018, às 11h16

ACM recebeu proposta do MDB por Tereza, e do PSDB por Mandetta (Foto: Reprodução/Facebook)
ACM recebeu proposta do MDB por Tereza, e do PSDB por Mandetta (Foto: Reprodução/Facebook) - ACM recebeu proposta do MDB por Tereza, e do PSDB por Mandetta (Foto: Reprodução/Facebook)
Após reunião com ACM Neto, Mandetta e Tereza fazem mistério sobre futuro do DEM
ACM recebeu proposta do MDB por Tereza, e do PSDB por Mandetta (Foto: Reprodução/Facebook)

Cortejado em Mato Grosso do Sul e em Brasília, DEM faz mistério sobre as escolhas que podem definir o futuro da sigla. Os dois deputados federais democratas de Mato Grosso do Sul, Luiz Henrique Mandetta e Tereza Cristina, tiveram um encontro com o presidente nacional do partido, ACM Neto, prefeito de Salvador (BA).

Por meio de sua assessoria, a deputada Tereza limitou-se a dizer que só tornará público o resultado do encontro com ACM após repassar o conteúdo da reunião ao restante do partido em MS, o que ainda não tem data para acontecer. Mandetta não atendeu as ligações na manhã desta quinta-feira (19).

Regionalmente, o partido está entre aliança com o MDB, do ex-governador André Puccinelli, e o PSDB, do governador Reinaldo Azambuja. No encontro com ACM Neto, os deputados tinham em mãos as propostas feitas por ambos.

A dúvida sobre em qual palanque estará também atinge a executiva nacional do Democratas, que ainda flerta com os presidenciáveis do PDT, Ciro Gomes, e do PSDB, Geraldo Alckmin.

Ao Jornal Midiamax, o presidente da sigla em Mato Grosso do Sul, Murilo Zauith, afirmou que a definição da nacional não vai interferir na decisão local. Todavia, Mandetta declarou que diante de um eventual impasse regional, a executiva nacional poderia sim definir o rumo do partido em Mato Grosso do Sul.

Jornal Midiamax