Política

Temer e Aécio divergem sobre pauta de encontro no Palácio do Planalto

Ambos negaram tratativas eleitorais

Ludyney Moura Publicado em 25/04/2018, às 09h45 - Atualizado às 09h47

Foto: Reprodução Web/Lula Marques/Ag.PT
Foto: Reprodução Web/Lula Marques/Ag.PT - Foto: Reprodução Web/Lula Marques/Ag.PT

Acusados de participar de esquemas de desvios de recursos públicos e pagamento de propinas, o presidente Michel Temer (MDB), que viu Congresso livrá-lo da investigação, e o senador Aécio Neves (PSDB-MG), réu no inquérito que o investiga nos crimes de corrupção e obstrução de justiça, se encontraram no fim da tarde de ontem, terça-feira (24), no Palácio do Planalto.

Na pauta do encontro duas versões. O senador mineiro, que perdeu a presidência do partido e a indicação para disputar a presidência da República, disse, por meio de sua assessoria, que discutiria ‘demandas de municípios mineiros’ com Temer, que deu outra razão para a reunião com o tucano.

Já a assessoria do Planalto divulgou que o encontro entre o presidente, que segundo recente pesquisa do Ibope não tem a confiança de quase 90% dos brasileiros, e o senador réu por corrupção foi para tratar de ‘assuntos do Senado Federal’.

Ambos negaram, quando questionado pelo Portal UOL, que o encontro serviu para discussão de pautas referentes à eleição. Temer e Aécio ainda não se pronunciaram sobre eventuais candidaturas à reeleição.

Jornal Midiamax