Política

Usando uma sonda, Michel Temer dará posse a Carlos Marun como ministro

Problemas de saúde do presidente adiaram cerimônia

Ludyney Moura Publicado em 15/12/2017, às 12h15

None

Problemas de saúde do presidente adiaram cerimônia

O presidente Michel Temer (PMDB) deve deixar o hospital Sírio-Libanês, em São Paulo (SP) no final da manhã desta sexta-feira (15) usando uma sonda urinária, que deve acompanha-lo por até três semanas. Apesar da assessoria do Palácio do Planalto não confirmar, ele deve seguir direto para Brasília (DF) para cerimônia de posse de Carlos Marun (PMDB-MS).

O deputado federal por Mato Grosso do Sul deve ser empossado no começo da tarde de hoje como novo ministro da Secretaria de Governo da Presidência da República. O próprio Marun havia confirmado a cerimônia para às 13h (horário do DF), no Palácio do Planalto.

Apesar da confirmação, a assessoria do Palácio do Planalto divulgou agenda de Temer ‘sem nenhum compromisso oficial para esta sexta-feira.Usando uma sonda, Michel Temer dará posse a Carlos Marun como ministro

Aos 77 anos, Temer tem sofrido com problemas de saúde, e na última terça-feira (13) passou por uma nova cirurgia, dessa vez para desobstrução da uretra, o que o fez cancelar a viagem de oito dias que faria no Sudeste Asiático no começo do próximo mês de janeiro.

Os médicos que atenderam o presidente em São Paulo disseram à imprensa que à princípio ele usará uma sonda com bolsa coletora acoplada à sua perna, que permite que a urina flua livremente. Em caso de desconforto, uma sonda mais cômoda pode ser testada em Temer.

O atraso na escolha de um novo ministro da Secretaria de Governo, responsável pela articulação política do Planalto no Congresso Nacional, bem como os problemas de saúde de Temer, que em novembro passou por uma angioplastia, adiaram para fevereiro de 2018 a votação da reforma da previdência. 

Jornal Midiamax