Política

Temer libera R$ 14,5 milhões em emendas de 2015, mas deputados negam ‘barganha’

Emendas de 2016 e 2017 devem sair nas próximas semanas

Evelin Cáceres Publicado em 19/06/2017, às 14h19 - Atualizado em 18/07/2020, às 00h38

None

Emendas de 2016 e 2017 devem sair nas próximas semanas

Deputados federais por Mato Grosso do Sul negaram nesta segunda-feira (19) que o presidente Michel Temer esteja ‘barganhando’ a liberação de R$ 14,5 milhões em emendas parlamentares de 2015 ao Estado em troca de apoio político durante o momento crítico vivido pelo governo federal.Temer libera R$ 14,5 milhões em emendas de 2015, mas deputados negam ‘barganha’

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) contabiliza mais R$ 50 milhões em emendas de 2016 e 2017 para as próximas semanas. Para Geraldo Resende (PSDB), a liberação do valor se deve a eficiência da equipe de Temer, já que há dois anos os recursos não são encaminhados. “Essas liberações demonstram sintonia entre governo federal e a bancada, possibilitando fomentar geração de emprego e comércio local”, avalia.

Zeca do PT e Tereza Cristina afirmam que não há relação das liberações com um suposto pedido de apoio de Temer. A deputada disse que há lei que versa sobre a liberação dos recursos já no ano seguinte. Entretanto Elizeu Dionizio acredita que em um ‘governo fraco, há celeridade de tentar atender ao parlamento. Hoje o governo precisa de apoio no Congresso”. 

Os valores, que são de emendas parlamentares e recursos do Fundersul (Fundo Estadual de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário), serão utilizados para obras de drenagem e pavimentação asfáltica as cidades de Água Clara, Aparecida do Taboado, Aquidauana, Caarapó, Campo Grande, Chapadão do Sul, Coxim, Deodápolis, Dourados, Fátima do Sul, Itaporã, Ivinhema, Jardim, Laguna Carapã, Naviraí, Nova Alvorada do Sul, Nova Andradina, Paraíso das Águas, Porto Murtinho, Ribas do Rio Pardo, Rio Negro, Sete Quedas, Sidrolândia e Sonora.

Durante a assinatura das emendas e repasses às obras, junto aos deputados federais nesta manhã no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, o governador Reinaldo Azambuja destacou ainda a atuação dos parlamentares junto ao governo federal.

“Mato Grosso do Sul é o Estado com o maior número de convênios com o governo federal, fruto do empenho da bancada federal para atender os municípios em todas as áreas, o que o torna recordista em número de empenhos e liberações”.

Geraldo Resende destacou ainda que as emendas são impositivas. “Acredito que o governo está fazendo tratamento igual, porque tem uma equipe mais qualificada, que gera essa liberação mais célere do dinheiro. Antes gerava uma expectativa que não se concretizava”.  

Jornal Midiamax