Política

Senadores de MS votam contra afastamento de Aécio Neves

Por 44 votos contra 26

Diego Alves Publicado em 17/10/2017, às 23h10

None

Por 44 votos contra 26

Os senadores de Mato Grosso do Sul Waldemir Moka (PMDB), Simone Tebet (PMDB) e Pedro Chaves votaram contra o afastamento do senador Aécio Neves (PSDB-MG). Por 44 votos contra 26, o senador mineiro permanece com o mandato.Senadores de MS votam contra afastamento de Aécio Neves

O afastamento de Aécio já havia sido decidido pelo STF (Supremo Tribunal Federal). Assim, cai também o recolhimento noturno ao qual ele estava obrigado. A maioria absoluta necessária para manter ou cancelar a decisão da corte era de 41 votos.

De acordo com a publicação do O Globo, o tempo de votação foi prolongado pelo presidente do Senado, Eunício de Oliveira, para que o líder do PSDB, Paulo Bauer (SC) – um dos principais articuladores da defesa de Aécio – pudesse chegar ao plenário para votar a favor do aliado. Bauer passou mal nesta terça-feira devido a um pico de pressão e foi hospitalizado.

Também para apoiar Aécio, o senador Romero Jucá (PMDB-RR), interrompeu sua licença médica. Ele ficou internado por duas semanas no hospital Sírio Libanês, em São Paulo, por uma diverticulite aguda. Na tribuna, Jucá disse que não existe democracia sem um “mandato inviolável” dos parlamentares.

Jornal Midiamax