Política

Renegociação que garante reajuste de servidor será concluída no fim de 2017

Marcio Monteiro disse que exigências do BNDES atrasam processo

Ludyney Moura Publicado em 28/06/2017, às 14h38

None

Marcio Monteiro disse que exigências do BNDES atrasam processo

Durante agenda pública na manhã desta quarta-feira (28), o titular da Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda), o deputado federal licenciado e presidente regional do PSDB, Marcio Monteiro, revelou que a renegociação da dívida do Estado com o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) não será resolvida a curto prazo.

Segundo o tucano, a repactuação da dívida de Mato Grosso do Sul com o banco só deverá ser concluída no final deste ano, isso dentro de uma ‘previsão otimista’.

“Existem inúmeras exigências do BNDES e é quase como se fosse um financiamento novo”, explicou o secretário de fazenda.

Monteiro ainda frisou que o próprio Banco Nacional e o Conselho Monetário Nacional precisam emitir resoluções que agilizem o processo de renegociação, de uma dívida que alcança R$ 50 bilhões no país.

Apesar da previsão anunciada para conclusão da repactuação, o secretário não quis antecipar se isto poderá interferir na proposta de reajuste que servidores estaduais aguarda do governo, prometida para 3 de julho.

Jornal Midiamax