Relator de cassação de Dilma-Temer diz que TSE deve virar “lavanderia”

Ministro considera que Tribunal "lava" verbas irregulares de partidos
| 26/04/2017
- 15:43
Relator de cassação de Dilma-Temer diz que TSE deve virar “lavanderia”

Ministro considera que Tribunal “lava” verbas irregulares de partidos

O relator do processo de cassação da chapa Dilma-Temer, ministro Herman Benjamin, declarou em uma sessão de julgamento de prestação de contas no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que a Corte pode virar uma “lavanderia”.

“Eu não queria dizer essa frase, mas vamos nos transformar na lavanderia mais sofisticada do Brasil”, disse Benjamin. A informação é do blog do Josias, do Portal UOL.

O ministro se refere ao costume de partidos que recebem verbas de má origem e “lavam” o dinheiro no Tribunal Eleitoral, por meio de declarações formais e prestações de contas suspeitas.

Benjamin disse que o Tribunal aceita uma “cortina de fumaça de uma legalidade formal”, e não contribui para a criação de um ambiente que estimule a “licitude do comportamento dos partidos políticos”.

Para o ministro, “ou [o Tribunal] se contenta apenas com um atestado de existência formal ou tem os olhos abertos para, em hipóteses excepcionais, não se contentar com essa cortina de fumaça”.

Os comentários de Benjamin, transmitidos ao vivo pela internet, apontam ainda mais para uma possível votação do ministro em favor da inelegibilidade de Dilma Rousseff (PT) e pela interrupção do mandato de Michel Temer (PMDB).

(com supervisão de Evelin Cáceres)

Veja também

Últimas notícias