Ex-governador voltou a afirmar que ‘já fechou o ciclo’

Apontado pela cúpula do PMDB em Mato Grosso do Sul como candidato do partido para disputa do governo estadual em 2018, o ex-governador André Puccinelli surpreendeu a afirmar que a senadora Simone Tebet tem mais possibilidade disputar a eleição pelo partido que ele próprio.

“Não gostaria de ser candidato. Acho que já fechei um ciclo, e a Simone tem mais possibilidade (de disputar o governo pelo PMDB nas próximas eleições) que eu. Ou ela ou eu”, afirmou Puccinelli.

André não quis comentar sobre possíveis alianças de seu partido com aliados, como o PSDB. “Pergunte isso para os deputados. Eu defendo candidatura própria”, disparou o peemedebista, que disse ter convencido, em 2014, Simone a concorrer, e vencer, a uma cadeira no Senado.

Segundo o ex-governador, que visitou lojistas no Camelódromo na manhã desta quarta-feira (3), ao lado deputado estadual Paulo Siufi (PMDB), apesar de ‘não ter batido o martelo’, atualmente ele tem ‘uma possibilidade em mil’ de ser o candidato do PMDB para disputar o Governo do Estado.

Apesar de peemedebistas com o deputado Carlos Marun e o senador Waldemir Moka já terem cobrado celeridade do partido nas definições para 2018, principalmente resposta de André aos pedidos para voltar a disputar uma eleição, o ex-governador não quis falar em prazo de definições. 

Pedidos

Ao lado de Puccinelli na visita ao Camelódromo, Siufi discordou do ex-governador. “A Simone é boa, mas ninguém conhece o Estado como o André e as pessoas, como aqui hoje, pedem sua volta”, frisou o deputado. 

O ex-governador disse apenas que os pedidos de aliados, e da população, ‘massageam o ego’.