Bancada tucana já tinha metade contra presidente

Após se reunir na manhã desta quarta-feira (2), a presidência do PSDB decidiu orientar seus 47 deputados a votar a favor da aprovação da denúncia contra o presidente da República, Michel Temer (PMDB).

Pelas contas dos integrantes do PSDB, metade dos deputados já optava pela rejeição do relatório do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB), que pede a negação da denúncia no Plenário. Com a orientação, os tucanos esperam que ainda mais pessoas votem contra Temer.

Entretanto, o próprio relator da denúncia, Abi-Ackel, deve votar a favor de Temer na Câmara, assim como o ministro da Secretaria de Governo, Antonio Imbasshy (PSDB), que foi licenciado pelo cargo para ir ao Plenário participar da votação.PSDB decide orientar deputados a votar a favor de denúncia contra Temer

Apesar de haver a orientação, a questão não foi fechada, ou seja, não haverão punições para aqueles deputados que votarem contrários à . O único partido a adotar a punição a opositores foi o PMDB.

A oposição declarou nesta quarta (2) que só vai registrar presença no plenário da Câmara se o governo alcançar o quórum mínimo de 342 deputados para abrir a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer.