Política

Proibição de pesca do Dourado e leito para mães de natimorto retornam a pauta

Ausência de quórum suspendeu votação

Midiamax Publicado em 06/06/2017, às 10h57

None

Ausência de quórum suspendeu votação

Projeto que proíbe pesca do Dourado e prevê leito separado para mãe de natimorto retornam a pauta, nesta terça-feira (6), depois de enfrentar falta de quórum durante votação na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul.

Beto Pereira (PSDB) lamentou, na semana passada, que deputados não estivessem em plenário para votar medida restritiva de oito anos sobre a pesca, comercialização e processamento da espécie Salminus brisiliensis ou Salminus maxillosus.

“É uma tentativa de fazer o peixe ser preservado até a quarta geração adulta. Em questões ambientais se não agir antes elas são implacáveis com suas penas”, ressaltou o tucano, ao considerar que mudança nas medidas de captura surtiu pouco efeito de preservação.

Com ausência de 11 dos 24 deputados em plenário, incluindo Mara Caseiro (PSDB) e João Grandão (PT), foram transferidos projetos de leito separado e utilidade pública estadual da AFA-Savana (Associação dos Agricultores Familiares do Assentamento Savana).

Ainda na pauta estão resolução que concede licença à deputada Grazielle Machado (PR), assim como proposta de Renato Câmara (PMDB) para medidas de proteção ao consumidor na publicidade de combustíveis e sua respectiva forma de pagamento.

Jornal Midiamax