Política

Presidente do Conselho de Ética do Senado é internado às pressas

Se queixou de tonturas e desaceleração cardiáca

Joaquim Padilha Publicado em 28/06/2017, às 10h45

None

Se queixou de tonturas e desaceleração cardiáca

O presidente do Conselho de Ética do Senado Federal, João Alberto Souza (PMDB), foi internado às pressas nesta terça-feira (27) em Brasília. Com a internação, novas reuniões do Conselho ficam impossibilitadas por prazo indeterminado.

A internação ocorreu momentos após senadores de oposição protocolarem no Conselho um recurso, pedindo a revisão da decisão de arquivar o pedido de cassação do senador Aécio Neves (PSDB). Caberia a João Alberto convocar uma nova reunião do Conselho.

Com o presidente do colegiado internado, não há prazo regimental para uma nova reunião do Conselho para julgar se cassa, ou não, o mandato de Aécio. Além disso, o Congresso Nacional entra em recesso parlamentar entre os dias 18 e 31 de julho, impedindo novas votações no Conselho.Presidente do Conselho de Ética do Senado é internado às pressas

Segundo a assessoria do senador João Alberto, o parlamentar estaria internado no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, com sintomas de tontura e desaceleração cardíaca. O senador deve passar por uma cirurgia para colocação de marca-passo.

O pedido de cassação de Aécio Neves foi protocolado por senadores do Rede e do PSOL, com base nas gravações entregues à Justiça pelo dono da JBS, Joesley Batista, em que o tucano discute o pagamento de R$ 2 milhões para dívidas de campanha.

Jornal Midiamax