Para Temer, greve geral não surtiu efeito: ‘Não haverá recuo’

Reformas terão datas de votação flexibilizadas
| 29/04/2017
- 00:07
Para Temer, greve geral não surtiu efeito: ‘Não haverá recuo’

Reformas terão datas de votação flexibilizadas

As manifestações registradas nesta sexta-feira (28) em todo o Brasil durante a geral não mudarão os planos do governo (PMDB) em relação às reformas trabalhista e da Previdência. Informação publicada pelo Blog do Josias, do Portal Uol, revela que Temer não recuará das reformas.

Aos auxiliares, Temer afirmou que “não haverá recuo” e que pretende seguir com as medidas do chamado “governo reformista”. Ainda segundo o presidente, outros países também tiveram de lidar com protestos antes de colocar reformas em prática.

O presidente garante que as medidas tornarão o país economicamente mais sólido e que a geração de empregos deve ser maior. Em relação à votação das reformas, o Governo desistiu de marcar uma data para submeter os projetos à apreciação do Congresso. A votação só seria definida quando o governo tiver certeza da vitória, condição que não é realidade hoje.

Ainda conforme as fontes ouvidas pelo Uol, a flexibilização das datas e votação não tem relação com os protestos desta sexta-feira.

Veja também

O partido também confirmou a pré-candidatura de Tiago Botelho na disputa ao Senado

Últimas notícias