Política

Ministro envia a Moro delações sobre caixa dois em campanhas de Dilma

Delações são do casal de marqueteiros João Santana e Mônica Moura

Joaquim Padilha Publicado em 12/05/2017, às 12h10

None

Delações são do casal de marqueteiros João Santana e Mônica Moura

O ministro Edson Fachin, relator da Lava-Jato no STF (Supremo Tribunal Federal), mandou para o juiz Sérgio Moro na Justiça Federal do Paraná as delações que tratam do uso de caixa dois nas campanhas de Dilma Rousseff, em 2010 e 2014.

As delações são do casal de marqueteiros João Santana e Mônica Moura. João Santan foi o responsável pelo marketing nas duas campanhas vitoriosas de Dilma. Fachin suspendeu nesta quinta-feira (11) o sigilo dos depoimentos do casal e de André Santana, fuincionário do casal.

Outras citações da delação de políticos sem foro privilegiado foram enviadas a Sérgio Moro. AS delações envolvendo Zeca do PT, Vander Loubet (PT), Gleisi Hoffmann (PT), Lindbergh Farias (PT) e Marta Suplicy (PMDB) sobre o esquema de caixa dois foram mantidas no Supremo.Ministro envia a Moro delações sobre caixa dois em campanhas de Dilma

Também devem permandecer no Supremo as citações do deputado Patrus Ananias (PT) e do governador de Minas, Fernando Pimentel (PT), citados em um esquema de corrupção. 

Ao todo, os depoimentos de João Santana, Mônica Moura e André Santana resultaram em 23 termos de colaboração, apresentados pela PGR (Procuradoria Geral da República) ao STF.

(com supervisão de Evelin Cáceres)

Jornal Midiamax