Política

Marquinhos diz que se tivesse argumentos, exonerada de Bernal teria liminar

Prefeito vai aguardar decisão judicial

Ludyney Moura Publicado em 18/01/2017, às 14h09

None
15fa673c-2f37-46dc-91a6-90aad802d86f.jpg

Prefeito vai aguardar decisão judicial

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) comentou na manhã desta quarta-feira (18) a tentativa da ex-diretora da Agereg (Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Campo Grande) Ritva Vieira, de suspender sua exoneração e se manter no cargo.

“Todas as vezes que alguém entra na justiça e não obtém uma liminar é por que os argumentos não são tão convincentes como deveriam ser no campo do direito, então o magistrado, por bem, quis ouvir o outro lado também”, disparou o prefeito durante agenda pública.

Ritva alega que a Agereg é uma autarquia, que, segundo ela, funciona com mandato fixo de dois anos, já que possui personalidade jurídica própria. E como ela foi nomeada em agosto de 2015, quando Alcides Bernal (PP) reassumiu a Prefeitura, ela deveria ficar até agosto de 2017.

Este não foi o entendimento de Marquinhos, que no último dia 10 janeiro exonerou Ritva, uma das principais defensoras de Bernal no processo de cassação, e nomeou como chefe da Agereg Vinicius Leite Campos.

Marquinhos não quis comentar o pedido da aliada de seu antecessor. “Minha especialidade no direito é criminal e essa (questão) é administrativa, então vamos aguardar”, finalizou. 

Jornal Midiamax