Política

Lula x Moro: entenda como será o depoimento do ex-presidente à Justiça

Petista irá depor em processo sobre suposto recebimento de tríplex

Joaquim Padilha Publicado em 10/05/2017, às 11h40

Imagem ilustrativa. (Foto: Reprodução)
Imagem ilustrativa. (Foto: Reprodução) - Imagem ilustrativa. (Foto: Reprodução)

Petista irá depor em processo sobre suposto recebimento de tríplex

Nesta quarta-feira (10), o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT) e o juiz Serio Moro ficarão frente a frente, pela primeira vez, em uma sala fechada com capacidade para até 20 pessoas, no prédio da 13ª Vara Federal de Curitiba, em uma audiência que pretende ouvir o petista sobre a acusação de que teria recebido um tríplex como vantagem indevida da construtora OAS.

Na sala, estarão presentes advogados da defesa, procuradores do MPF (Ministério Público Federal), um representante da OAB (Ordem Brasileira dos Advogados) – que comparecerá à reunião a pedido de Lula -, um responsável pela escritura da ata da audiência, o ex-presidente e o juiz Moro.

Lula será interrogado sobre o suposto recebimento de um tríplex no edifício Solaris, no Guarujá, construído pela OAS e sobre qual a construtora é a dona no papel. O tríplex é avaliado em R$ 3,7 milhões.

A Justiça suspeita que o ex-presidente teria recebido o apartamento como contrapartida para pagamento de R$ 87,7 milhões de propinas via contrato da Petrobras com a OAS, para operar nas refinarias Abreu e Lima e Getúlio Vargas.

Além disso, Lula será questionado sobre possível armazenamento por parte da OAS de bens e documentos do ex-presidente, também como oferecimento de vantagem indevida.

A defesa do petista nega as acusações. Uma câmera gravará os depoimentos de Lula. Os advogados do ex-presidente pediram que os depoimentos fossem gravados por uma câmera própria, porém o juiz Sergio Moro negou o pedido.

Procedimento

O procedimento da interrogação começará da seguinte forma: Moro dirá ao réu qual é a acusação do processo. Em seguida, lhe esclarece que tem todo o direito de permanecer calado, embora o depoimento seja uma chance de se manifestar contra as acusações.

A seguir, Moro questionará coisas pessoais a Lula, como onde mora, com o que trabalha, entre outras questões formais. Logo depois, começará o interrogatório sobre as acusações do processo. Depois chega a vez dos procuradores do MPF fazerem as perguntas.

Logo em seguida são os assistentes da acusação que questionam o ex-presidente, e por último, é a vez da defesa do réu se manifestar. Ao fim do depoimento, Moro questionará Lula se tem algo a acrescentar. O depoimento está marcado para as 14h, horário de Brasília.

Jornal Midiamax