Política

Lula confirma conversa com ex-diretor da Petrobras sobre contas no exterior

Ex-presidente prestou depoimento ao juiz Sérgio Moro nesta quarta-feira

Joaquim Padilha Publicado em 11/05/2017, às 10h46

None

Ex-presidente prestou depoimento ao juiz Sérgio Moro nesta quarta-feira

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), confirmou em partes o depoimento do ex-diretor de serviços da Petrobras, Renato Duque, em seu depoimento ao juiz Sérgio Moro na sede da Justiça Federal de Curitiba, nesta quarta-feira (10).

No relato de Duque, Lula e ele se encontraram por três vezes, a última delas em 2014, após a deflagração da Operação Lava-Jato. Nessa última conversa, Lula teria questionado o ex-diretor sobre se ele teria contas no exterior.

“Ele me perguntou se eu tinha uma conta na Suíça com recebimentos da empresa SBM [empresa que mantinha contratos com a Petrobras]. Eu falei não, não tenho dinheiro da SBM nenhum, nunca recebi dinheiro da SBM”, disse Duque.

No restante da sua versão, entretanto, o relato do ex-diretor difere do ex-presidente. Duque disse que após saber que o mesmo não tinha contas no exterior, lhe disse: “Olha, preste atenção no que vou te dizer: se tiver alguma coisa [no exterior], não pode ter entender? Não pode ter nada no teu nome”, disse.

Em sua versão, entretanto, Lula disse que encontrou mesmo Duque, mas não comentou de ter orientado o ex-diretor de serviços da Petrobras a se livrar das contas no exterior. Ele conta que se encontrou com Duque no aeroporto de Congonhas, após conversar com João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT.Lula confirma conversa com ex-diretor da Petrobras sobre contas no exterior

“A pergunta que eu fiz para o Duque foi simples. Tem matéria nos jornais, tem denúncias de que você tem dinheiro no exterior, está pegando da Petrobras, eu falei: ‘você tem conta no exterior’? Ele falou: ‘Não tenho’. Eu falei: ‘Acabou’. Se não tem, não mentiu para mim. Mentiu para ele mesmo”, disse Lula.

Questionado por Moro, o ex-presidente diz que questionou Duque por ele possuir ligações do PT. “O PT indicou o Duque com outros partidos e eu penso que foi pra Casa Civil e cumpriu todo o ritual. Eu fiquei muito puto. E ele disse que não [tinha contas no exterior”, disse Lula.

Em seu depoimento anterior ao juiz Sérgio Moro, Renato Duque disse que havia ficado muito claro que lula “tinha pleno conhecimento de tudo, tinha o comando”. Duque foi condenado a 53 anos de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

(com supervisão de Evelin Cáceres)

Jornal Midiamax