Política

Juíza determina saída de famílias sem-terra de fazenda de ex-prefeito

Cerca de 300 famílias estão no local

Midiamax Publicado em 11/06/2017, às 16h32

None

Cerca de 300 famílias estão no local

Uma decisão judicial concedeu reintegração de posse ao ex-prefeito de Campo Grande Levy Dias, proprietário da fazenda Serra Dourada, em Nioaque, a 187 km de Campo Grande. A propriedade foi ocupada no dia 3 de junho por famílias do MSTB (Movimento Sem Terra Brasileiro). 

A determinação é da juíza Adriana Lampert. A ocupação já tem cerca de 300 famílias, segundo o advogado de Levy Dias, Sério Paulo Grotti. De acordo com ele, o mandado foi entregue às 20h de sábado (10) e o prazo de 24h para que realizassem a desocupação voluntária já terminou. Segundo o advogado, as famílias negam-se a deixar o local.

Na decisão, a juíza afirma que não há processo de desapropriação relacionada ao imóvel rural, o que motivou a decisão favorável ao proprietário. Antes da determinação, ela requereu os dados junto ao Incra (Instituto nacional de colonização e reforma agrária) em Mato Grosso do Sul.

Juíza determina saída de famílias sem-terra de fazenda de ex-prefeito

Natural de Aquidauana, Levy é advogado e ingressou na política na década de 1970, por meio do extinto Arena. Passou por diversos partidos e exerceu mandatos como deputado federal, senador e prefeito.

O político comandou a Capital duas vezes durante a ditadura militar. A primeira foi entre 1973 e 1977, e, novamente, entre 1980 e 1982, quando Mato Grosso do Sul era governado por Pedro Pedrossian. O último cargo político exercido por ele foi como senador, cujo mandato terminou em 1999.

Jornal Midiamax