Política

JBS pede mais 45 dias para entregar documentos a CPI da Propina

Grupo enviou ofício a CPI

Aliny Mary Dias Publicado em 03/07/2017, às 19h38

None

Grupo enviou ofício a CPI

O grupo JBS pediu a CPI da Propina, aberta no mês passado pela Assembleia Legislativa para apurar suspeita de cobrança de propina a empresas para concessão de benefícios fiscais do Estado, mais 45 dias de prazo para entregar cópia dos TAREs (Termos de Ajustamento de Regime Especial) firmados com o Governo do Estado.

A documentação foi solicitada pelos deputados há duas semanas e o prazo estabelecido pela comissão expirou nesta segunda-feira (03). Segundo ofício encaminhado nesta segunda-feira (3) pelo grupo J&F à CPI, documentação só poderia ser entregue no prazo de 45 dias contados a parir de hoje.

O grupo justifica o pedido de mais prazo afirmando que vários órgãos da justiça têm solicitado cópias de documento nas últimas semanas em razão do acordo de delação premiada firmada entre os irmãos Joesley e Wesley Baista com o Ministério Público Federal.

O pedido de mais prazo será agora analisado pela CPI, que se reúne todas as quartas-feiras à tarde. Por meio de nota, o presidente da comissão, Paulo Corrêa (PR) ressaltou o fato do grupo ter se manifestado hoje.

“Hoje terminaria o prazo e eles se manifestaram pedindo essa prorrogação, o que é legalmente aceito. Na próxima reunião da CPI, na quarta-feira, vou colocar isso em discussão e todos os membros decidirão sobre a prorrogação do prazo”.

JBS pede mais 45 dias para entregar documentos a CPI da Propina

Jornal Midiamax

Jornal Midiamax