Política

Janot pede inclusão de presidente Temer em investigação contra PMDB

Também pediu inclusão dos ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco

Joaquim Padilha Publicado em 03/08/2017, às 12h07

None

Também pediu inclusão dos ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco

O procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, pediu que o STF (Supremo Tribunal Federal) inclua o presidente Michel Temer como investigado no inquérito que apura se integrantes do PMDB formaram uma organização criminosa para desviar recursos da Petrobras e de outros órgãos públicos.

Janot pediu ao Supremo um “deslocamento” das suspeitas no inquérito já aberto contra o presidente, que o investiga sobre organização criminosa, para o inquérito aberto no ano passado para investigar especificamente o PMDB da Câmara.

O pedido será analisado pelo relator da Lava Jato no Supremo, ministro Luiz Edson Fachin. Em junho, a Polícia Federal já havia se manifestado pela inclusão de Temer e dos ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco como investigados no inquérito.

Na ocasião, o ministro Fachin solicitou que Janot se manifestasse sobre o pedido. Na manifestação enviada à Corte, o procurador-geral concordou com a inclusão dos três nomes.Janot pede inclusão de presidente Temer em investigação contra PMDB

Segundo a PF, dentro do inquérito aberto contra Temer a partir das delações da JBS, depoimentos de Lúcio Funaro e do empresário Joesley Batista indicam atuação do grupo de Temer em irregularidades na Caixa Econômica.

Se Fachin aceitar o pedido, Temer e os ministros Moreira Franco e Eliseu Padilha serão investigados juntamente com 15 já investigados, entre eles os ex-deputados Eduardo Cunha e Henrique Eduardo Alves e o doleiro Lúcio Funaro.

Jornal Midiamax