Política

Governo confirma nesta tarde reunião com servidores para falar de reajuste

Governo prepara sindicatos para 'algo dentro do limite'

Midiamax Publicado em 03/07/2017, às 11h48

None

Governo prepara sindicatos para ‘algo dentro do limite’

Vamos apresentar argumentos. Assim sintetizou o secretário de Governo, Eduardo Riedel, sobre índice de reajuste a ser anunciado, nesta segunda-feira (3), em reunião com sindicatos.

Debate na governadoria, a partir das 14h, pode sinalizar sobre reajuste real ou possível concessão de abono salarial aos servidores, que pode ser revogado futuramente pelo gestor.

Posicionamento final, conforme o deputado e líder do governo Rinaldo Modesto (PSDB), será definido “na reunião e dentro do limite [orçamentário]”.

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) havia condicionado a concessão de reajuste ao alongamento por dez anos da dívida do Estado junto ao BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). Mesmo com aprovação do Senado Federal, trâmites burocráticos podem se estender até o fim do ano.

Expectativa

Edmar Soares, presidente da Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiros (ACS/MS), ressaltou que não adianta apresentar novamente as contas sem proposta efetiva. Inicialmente havia posicionamento, por parte do governo, de reajuste zero.

Giancarlo Miranda, do Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol), esclareceu que abono anterior deve ser incorporado e aplicada reposição inflacionária aos salários. Categoria acampa na frente da governadoria como pressão e lembrete de que data-base foi em maio.

Na semana passada, representantes da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) decidiram não retomar aulas do segundo semestre até que impasse seja resolvido. Reajustes previstos para janeiro estariam em atraso para professores e administrativos. 

Jornal Midiamax