Política

Gasto com previdência vai consumir R$ 2 bilhões do orçamento de MS em 2018

Aumento é de R$ 505 milhões em relação a 2017

Evelin Cáceres Publicado em 17/10/2017, às 14h18

None

Aumento é de R$ 505 milhões em relação a 2017

O Governo do Estado encaminhou nesta terça-feira (17) a LOA (Lei Orçamentária Anual) de 2018 para a Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, com expectativa de arrecadação de R$ 14.497.314.000,00, um aumento de R$ 505 milhões em relação a 2017.

O valor é maior que o aumento esperado entre 2016 e 2017, que era de apenas R$ 65 milhões. O maior investimento previsto pelo Governo é na Ageprev (Agência Estadual de Previdência Social), de pouco mais de R$ 2 bilhões. Em seguida, está a Educação, com R$ 1,5 bilhão, Encargos Gerais e Financeiros do Estado, com R$ 1.4 bilhão, Fundo Especial de Saúde, com R$ 1,3 bilhão e Segurança Pública, com R$ 1,2 bilhão.

A Sefaz (Secretaria Estadual de Fazenda) ficará com R$ 729 milhões, a Agepen (Agência Estadual de Gestão do Sistema Penitenciário) com R$ 351 milhões e o Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito) com R$ 341 milhões.

O projeto também estabelece os percentuais de repasse da Receita Corrente Líquida do TJMS (R$ 804 milhões), Assembleia Legislativa (R$ 290 milhões), TCE-MS (R$ 274 milhões), MPE-MS (R$ 400 milhões) e Defensoria Pública (R$ 185 milhões), sem contar o repasse a mais que é feito para os órgãos por meio dos Fundos de Desenvolvimento.

O PPA (Plano Plurianual) de 2016/2019 também foi encaminhado nesta terça à Assembleia para revisão.

Orçamento

O orçamento público compreende a elaboração e execução de três leis – o PPA, a LDO e a LOA –, que, em conjunto, materializam o planejamento e a execução das políticas públicas. Tido como ferramenta estratégica, tanto para os governantes e como para os contribuintes, é por meio do PPA que o cidadão tem como saber, por exemplo, se nos próximos anos de gestão aquela rodovia estadual perto de seu sítio ou fazenda será asfaltada, se aquele hospital vai funcionar ou melhorar o atendimento na sua cidade, se haverá aquela escola que a comunidade tanto anseia, se novos policiais e delegacias serão instituídos no seu município, enfim, tudo o que o governo se comprometerá a fazer nos quatro anos seguintes.

Jornal Midiamax