Política

Ex-ministro Henrique Alves comprou joias para lavar propina, diz PF

Alves teria recebido R$ 11,5 milhões junto a Cunha

Joaquim Padilha Publicado em 22/06/2017, às 10h54

None

Alves teria recebido R$ 11,5 milhões junto a Cunha

O ex-ministro e ex-presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB), teria lavado dinheiro oriundo de propinas pagas por empreiteiras com a compra de joias. Assim suspeita a Polícia Federal, conforme consta em um relatório do órgão.

O relatório serviu de base para a denúncia protocolada pelo MPF (Ministério Público Federal) contra o ex-ministro e ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB), nesta quarta-feira (21). Nas denúncias, Alves e Cunha são acusados de cometerem os crimes de lavagem de dinheiro e organização criminosa. 

Segundo o Portal UOL, o relatório aponta que “resta fortalecida a tese de que a compra de joias (inclusive pagas em cash) pode ser uma das formas que Henrique Alves e Laurita [esposa do ex-deputado] tenham eleito para realizar a lavagem do dinheiro proveniente das doações aqui investigadas”.Ex-ministro Henrique Alves comprou joias para lavar propina, diz PF

As supostas doações teriam sido feitas por empreiteiras tanto à Alves quanto à Cunha, entre os anos de 2012 a 2014. Os valores, recebidos por meio de doações oficiais para campanha e caixa dois, teriam chegado a R$ 11,5 milhões, segundo o MPF.

Ambos os ex-deputados já estão presos, mas podem ter suas penas aumentadas caso a Justiça acolha as denúncias do MPF. Henrique Alves foi ministro do Turismo nos governos de Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (PMDB), tendo se demitido há um ano.

(com supervisão de Evelin Cáceres)

Jornal Midiamax