Política

Ex-governador do MT diz que ministro de Temer comprou apoio de deputados

Maggi teria comprado apoio de parlamentares com precatórios

Joaquim Padilha Publicado em 04/08/2017, às 12h18

None

Maggi teria comprado apoio de parlamentares com precatórios

O ex-governador de Mato Grosso,  Silval Barbosa (PMDB), afirmou que o ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP), participou de um esquema para liberar dinheiro ao Estado em troca do apoio de parlamentares mato-grossenses. As informações foram dadas por Barbosa em delação premiada.

O dinheiro foi liberado para o pagamento de precatórios, dívidas decorrentes de sentenças judiciais. De acordo com o ex-governador, os fatos teriam ocorrido ao fim da gestão de Maggi como governador do Estado, que assumiu o cargo entre os anos de 2003 e 2010.

Barbosa assinou acordo de delação premiada com a PGR (Procuradoria-Geral da República) há cerca de dois meses. A colaboração aguarda ser homologada pelo ministro Luiz Fux, do STF (Supremo Tribunal Federal).Ex-governador do MT diz que ministro de Temer comprou apoio de deputados

O ministro afirmou, na última segunda-feira (2), que a delação é “monstruosa”, mas não deu mais detalhes. O conteúdo da colaboração também atingiria os senadores Wellington Fagundes (PR) e Cidinho Santos (PR), ambos do Mato Grosso.

O ex-governador de Mato Grosso, Barbosa foi chefe do Estado entre os anos de 2010 e 2014. Ele foi preso em 2015, após ser acusado de fraudes na concessão de incentivos fiscais no Estado. Ele é o primeiro ex-governador do país a se tornar delator.    

Jornal Midiamax