Política

Em nota, Zeca diz que nunca teve relação com grupo Odebrecht

Parlamentar de MS foi citado em 'Lista do Fachin'

Diego Alves Publicado em 11/04/2017, às 22h33

None
zeca_2_1.jpg

Parlamentar de MS foi citado em 'Lista do Fachin'

Em nota, o deputado federal Zeca do PT se diz surpreso em ter tido o nome citado em uma suposta  lista de políticos investigados a pedido do relator da Lava Jato no STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Edson Fachin. O petista também afirma que nunca recebeu doação da empresa, ou teve relação pessoal ou política com o grupo Odebrecht. Além de Zeca, Vander Loubet (PT) também teve o nome citado.

Os nomes foram tornados públicos nesta terça-feira (11) em reportagem do jornal O Estado de S.Paulo.

Ainda na nota, o deputado federal lembra que esteve afastado da política desde seu último mandato de governador, que foi encerrado 2006, foi candidato ao governo novamente em 2010 e em 2012, quando se tornou vereador de Campo Grande, depois eleito deputado federal em 2014.

Leia nota:

Nota pública sobre o inquérito na Lava-Jato

O deputado federal Zeca do PT, ficou surpreso com a citação do seu nome na suposta lista de inquéritos abertos pelo Ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin para apurar irregularidades delatas pelos executivos e ex-executivos do grupo Odebrecht, divulgada nesta terça-feira (11) pelo jornal O Estado de São Paulo.

O deputado afirma que nunca recebeu doação da empresa citada e que nunca teve relação alguma, pessoal ou política com o grupo Odebrecht.

O deputado Zeca do PT ressalta, que esteve afastado da política desde seu último mandato de governador, que foi encerrado 2006, sendo candidato ao governo novamente em 2010 e em 2012, quando se tornou vereador de Campo Grande, depois sendo eleito deputado federal em 2014.

Desde já, o deputado afirma que está com sua consciência tranquila, e aguardará a citação oficial do Supremo Tribunal Federal para se informar sobre o processo.

Jornal Midiamax