Política

Em meio a denúncias de corrupção, Monteiro publica mudanças na Sefaz-MS

Adicionais foram concedidos por tempo de serviço

Ludyney Moura Publicado em 05/06/2017, às 13h11

None

Adicionais foram concedidos por tempo de serviço

Depois de prestar depoimento ao promotor Marcos Alex, da 30ª Promotoria do Patrimônio Público, o titular da Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda), Marcio Monteiro, deputado federal licenciado e presidente regional do PSDB, promoveu mudanças no fisco estadual e concedeu reajuste a alguns servidores da pasta.

De acordo com o Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (5), as mudanças promovidas pelo tucano na pasta que comanda alteram a lotação de servidores, em sua maioria fiscais tributários estaduais e auditores fiscais da receita estadual, de unidades de fiscalização.Em meio a denúncias de corrupção, Monteiro publica mudanças na Sefaz-MS

As mudanças acontecem nas chamadas ‘subunidades de fiscalização móvel’ e em postos fiscais, dos municípios de Chapadão do Sul, Campo Grande, Corumbá, Mundo Novo, Ponta Porã e Dourados.

Alguns dos servidores foram remanejados ‘ex oficio’, ou seja, por iniciativa da administração pública, outros devido à aposentadoria de colegas.

O secretário da fazenda estadual também concedeu adicional por tempo de serviço para alguns servidores da pasta, em percentuais que variam de 5% a 10%, referente ao quinquênio de cada funcionário.

Denúncias

A Sefaz está no centro das delações de empresários do setor frigorifico, que acusam o governo estadual cobrar propina para liberar licenças de funcionamento e conceder benefícios fiscais.

Na sexta-feira (2), Monteiro prestou depoimento no inquérito civil aberto pelo MPE-MS (Ministério Público Estadual) apurar eventual ato de improbidade administrativa, por parte do secretário, na concessão de benefícios fiscais em desrespeito à legislação em vigor.

Confira as mudanças promovidas no Fisco estadual na seção ‘Boletim de Pessoal’ do Diário Oficial (AQUI)

Jornal Midiamax