Política

Deputados relembram governo do Zeca ao discutir problemas no HRMS

Faltariam medicamentos e alimentação no hospital

Evelin Cáceres Publicado em 06/04/2017, às 15h18

None
hrms.jpg

Faltariam medicamentos e alimentação no hospital

Deputado estadual, Pedro Kemp (PT) relatou na tribuna da Assembleia Legislativa nesta quinta-feira (6) que faltam medicamentos, cadeira de rodas e variedade na alimentação no HRMS (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul). Para rebatê-lo e defender a atuação do governo do Estado, Paulo Siufi (PMDB) culpou a gestão de Zeca do PT.

“A situação em que se encontra o hospital foi deixada pelo Zeca”, começou a falar, quando foi interpelado por Kemp. “O problema foi deixado pela gestão do PMDB, muito antes. O Zeca pagou 17 folhas de salário, colocou em dia. Ele que inaugurou o Hospital Regional”. E foi interrompido por Siufi. “O governo está investindo na saúde e no hospital”.

Rinaldo Modesto (PSDB), líder do governo na Casa, tentou fazer uma parte, mas teve o pedido negado por Kemp. Após a discussão, o parlamentar foi até os jornalistas se explicar.

“O hospital tem mais de 19 anos, superlotação que sabemos que tem no Estado todo. As unidades básicas de saúde não funcionam como deveriam e vem pra gente, é natural que tenha problemas. Pessoas vão lá e denunciam para oposição, que vai fazer o papel dela de ficar reclamando de forma negativa na tribuna”, rebateu.

Em nota, o governo informou que “problemas eventuais que ocorrem no Hospital Regional de Mato Grosso do Sul Rosa Pedrossian pela sua complexidade estrutural e fluxo de pacientes, como uma torneira vazando ou de impermeabilidade no teto de uma enfermaria, são pontuais e não interferem ou causam prejuízos ao atendimento diário”. 

Jornal Midiamax