Política

Deputados evitam comentar denúncia de aparelhamento político no governo

Base governista diz perseguição não é papel da polícia

Ludyney Moura Publicado em 03/08/2017, às 16h04

None

Base governista diz perseguição não é papel da polícia

Um dia após a publicação de denúncia de empresários contra o governo estadual, que estaria usando as forças de segurança pública para intimidar cidadãos adversários políticos e/ou envolvidos em denúncias contra a gestão de Reinaldo Azambuja (PSDB), deputados aliados ao tucano evitaram comentar o assunto na Assembleia.

Vice-líder do governo na Casa e líder da bancada do PSDB, o deputado Beto Pereira, disse apenas que ‘polícia é para cuidar de bandido’, sejam eles empresários ou políticos.Deputados evitam comentar denúncia de aparelhamento político no governo

Mesmo alegando desconhecimento do assunto, o deputado Marcio Fernandes (PMDB), afirmou que não acredito que exista “interferência do governo em investigação da polícia local (de Mato Grosso do Sul)”.

“O governo tem tantas ações que precisa fazer, não iria atrás de querer pressionar, até porque não é papel do governo fazer isso”, disse Renato Câmara (PMDB). Para a deputada Mara Caseiro (PSDB), a polícia só deve investigar casos de sua competência.

O Jornal Midiamax recebeu denúncias de cidadãos que foram alvos de ação policial, até mesmo condução coercitiva sem apresentação de mandado, depois que se envolveram em denúncias contra agentes públicos do governo de Reinaldo, que por sua vez nega as acusações. 

Jornal Midiamax