Política

Deputados do PT pedem que PGR investigue Temer por ‘compra de votos’

Petistas acusam presidente de tentar barrar denúncia da PGR

Joaquim Padilha Publicado em 05/07/2017, às 11h37

None

Petistas acusam presidente de tentar barrar denúncia da PGR

Os deputados da bancada federal do PT irão apresentar um pedido, nesta quarta-feira (5), para que a PGR (Procuradoria-Geral da República) investigue suposta tentativa do presidente Michel Temer (PMDB) de comprar votos, a fim de barrar a denúncia de corrupção passiva na Câmara Federal.

A denúncia, protocolada pelo procurador-Geral da República Rodrigo Janot, só pode dar origem a uma investigação no STF (Supremo Tribunal Federal) caso 2/3 da Câmara dos Deputados vote a favor da abertura de inquérito.

Deputados do PT acusam Temer de comprar votos contra a abertura do inquérito entre os parlamentares, usando do cargo de presidente. O chefe da República tem feito uma série de reuniões no Palácio do Planalto com deputados da base aliada, incluindo membros da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), por onde a denúncia tramita no momento.

“Justamente na data em que a CCJ da Câmara dá início ao processo contra Temer, ele passa o dia recebendo deputados indecisos. Está evidente que ele está usando a máquina do governo para comprar votos e fazer chantagens e pressão sobre parlamentares”, disse o deputado Paulo Pimenta (PT-RS), em comunicado à imprensa.Deputados do PT pedem que PGR investigue Temer por 'compra de votos'

Os deputados petistas afirmam acreditar que Temer tenha praticado os crimes apontados pela PGR, como de corrupção passiva e organização criminosa, além de ter atentado contra a moralidade e a administração pública.

Os petistas alertam ainda para que Janot precisaria dar uma resposta urgente ao suposto esquema de compra de votos, a fim de evitar que a análise da denúncia na Câmara seja viciada.

Jornal Midiamax