Política

Deputado flagrado pedindo ‘nudes’ será denunciado no Conselho de Ética

PSB vai entrar com representação contra parlamentar por assédio a repórter

Joaquim Padilha Publicado em 08/08/2017, às 10h37

None

PSB vai entrar com representação contra parlamentar por assédio a repórter

O PSB (Partido Socialista Brasileiro) vai entrar com uma representação por quebra de decoro parlamentar contra o deputado Wladimir Costa (SD), o deputado que foi flagrado pedindo “nudes” durante a votação da denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB), ainda nesta semana, no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, segundo informações do site Congresso em Foco. 

Wladimir Costa, também conhecido como o deputado que tatuou o nome “Temer” no ombro, é acusado de assédio sexual pela jornalista Basília Rodrigues, da rádio CBN. A jornalista afirma que foi constrangida durante um encontro entre parlamentares com a presença da imprensa. Basília possui imagens e vídeos que confirmam suas afirmações.

Segundo a repórter, Costa a ofendeu em frente a colegas de imprensa na noite da última terça-feira (1). O deputado estava em um jantar com cerca de 100 parlamentares da base aliada de Temer, e chegou a mostrar em dado momento a tatuagem em homenagem ao presidente.Deputado flagrado pedindo 'nudes' será denunciado no Conselho de Ética

Na saída do jantar, o deputado foi abordado pela repórter, que perguntou se pooderia ver a tatuagem, diante da discussão se a mesma era definitiva ou de henna. “Pra você, só se for o corpo inteiro”, teria respondido Costa a Basília. A jornalista disse ter se sentido ofendida pela resposta.

O deputado Júlio Delgado (PSB) afirmou ao Congresso em Foco que pretende entrar com representação contra Costa até esta quarta-feira (9). Segundo ele, o presidente da sigla, Carlos Siqueira, teria dado aval para que o pedido seja protocolado pela bancada, para que tramite direto no Conselho de Ética. 

Delgado diz que as posições do deputado “fogem ao padrão de qualquer cidadão ou parlamentar”. “Eu não quero discutir o mérito da posição política dele. Eu quero discutir a conduta dele, que não é a de um representante do povo do Pará. Não pode ser”, criticou Júlio Delgado, informando que todos esses elementos constarão da denúncia do PSB.

Jornal Midiamax