Política

Delação de Delcídio dá origem a operação da polícia contra Cunha e Furnas

Operação cumpre mandados em SP e RJ

Joaquim Padilha Publicado em 08/06/2017, às 10h52

None

Operação cumpre mandados em SP e RJ

O ex-deputado e ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), está sendo investigado pelas polícias civis do Rio de Janeiro e de São Paulo. A Operação, batizada de “Barão Gatuno”, teve como base delação do ex-senador Delcídio do Amaral (sem partido).

A operação foi deflagrada na manhã desta quinta-feira (8). A investigação apura esquemas envolvendo Cunha e Furnas, denunciados pelo ex-senador sul-mato grossense. Estão sendo cumpridos 25 mandados de busca e apreensão no Rio e oito em São Paulo.

O esquema envolvia a compra de ações da Hidrelétrica Serra do Facão, em Goiás, por parte da empresa Furnas Eletrobras. Cunha seria o responsável pelo esquema.

A sede da empresa de energia Furnas é um dos alvos dos mandados de busca e apreensão, no Rio de Janeiro. Em São Paulo, policiais foram vistos na região central da capital, na avenida 9 de julho, segundo o Portal UOL. 

Os mandados estão sendo cumpridos pela Delegacia Fazendária do Rio de Janeiro, com autorização da Justiça do Estado fluminense. Pelo menos 15 delegacias estão participando da operação.

(com supervisão de Evelin Cáceres)

Jornal Midiamax