Política

De 29, oito vereadores abrem sessão para discutir violência contra mulher

Evento acontece no Santa Emília

Evelin Cáceres Publicado em 29/11/2017, às 13h00

None

Evento acontece no Santa Emília

Dos 29 vereadores da Câmara Municipal de Campo Grande, apenas seis acompanharam nesta quarta-feira (29) o início da sessão no projeto Câmara Participativa que discute políticas públicas para eliminação da violência contra as mulheres.

Foram ao encontro as vereadoras Dharleng Campos (PP) e Enfermeira Cida (Podemos), Carlão (PSB), Delegado Wellington (PSDB), Pastor Jeremias (Avante), Gilmar da Cruz (PRB), Chiquinho Telles (PSD) e Dr Loester (PMDB). Após o início da sessão, chegaram os vereadores Wilson Sami (PMDB) e Ademir Santana (PDT).

Diretora da escola, Rosinete de Jesus Nascimento, discursou e chamou a atenção para a ausência dos parlamentares. “Por isso é importante ter representatividade feminina na política. Temos somente duas vereadoras. É importante que a mulher vote em mulher”.

A vereadora Dharleng disse que os ausentes justificaram estar em outros compromissos. “Mas o importante é estarem conosco nas votações”, completou. Antes do fim do evento, Wellington, Carlão e Wilson Sami foram embora. 

O objetivo da Participativa é discutir Políticas Públicas para eliminação da violência contra as mulheres e o evento é realizado na Escola Municipal “Profª Maria Tereza Rodrigues”, localizado na Rua Cel. Adauto Barbosa, n° 350, Bairro Santa Emília. Esta edição do evento foi promovida pela Procuradoria Especial da Mulher da Casa de Leis.

Jornal Midiamax